Jornal 2

Maiores cidades do Sul de Minas começam a receber urnas eletrônicas para as eleições

Por Rodrigo Matarazzo em 22/09/2020 às 12:43:50
Varginha, Pouso Alegre, Poços de Caldas e Passos já receberam os equipamentos. As maiores cidades do Sul de Minas já começaram a receber as urnas eletrônicas para as eleições municipais deste ano.

Em Varginha, 384 urnas já chegaram na cidade e passam por inspeção. Elas vêm de Belo Horizonte. A partir de agora elas são verificadas para analisar se não há nenhum defeito. Elas estão em caixas e ficarão armazenadas no cartório. Em outubro, as urnas começam a receber os dados oficiais dos candidatos.

"A gente vai averiguar se a urna está chegando em perfeito estado, se os componentes dela estão todos no lugar, se não tem nenhuma avaria, depois a gente faz um teste exaustivo nessa urna para testar o sistema dela, para ver se esse sistema também está funcionando. Caso tenha algum problema, a gente tem tempo de abrir chamado para essa urna que deu defeito para a empresa que será responsável pela manutenção", disse o chefe do Cartório Eleitoral de Varginha, Raimundo Nonato Silva.

Maiores cidades do Sul de Minas começam a receber urnas eletrônicas para as eleições

Reprodução EPTV

Em Poços de Caldas, 413 urnas eletrônicas serão entregues. A previsão é que o cartório receba entre 5 a 9 de outubro. Já em Pouso Alegre, 357 urnas devem chegar na quinta ou sexta desta semana.

Em Passos, as urnas devem chegar a partir do dia 29 de setembro. Serão 255 urnas, que ficarão todas na cidade de Passos.

"O TSE fez convênio com algumas empresas que vão fornecer equipamentos de segurança pessoal para cada mesário que for trabalhar no dia da eleição, então vai receber aquela viseira, mais máscaras também para ela utilizar no dia, além de álcool em gel tanto para o mesário, quanto para o eleitor que for adentrar na seção. Lembrando que o álcool é para passar nas mãos e não para jogar nas urnas eletrônicas, pois em equipamento eletrônico não pode passar qualquer produto. Mas a pessoa digitou, passa o álcool na mão e pode ir embora. Questão de segurança, a Justiça Eleitoral está muito preocupada com isso. Tanto para os mesários quanto para os eleitores", completou o chefe do cartório eleitoral.

Veja mais notícias da região no G1 Sul de Minas

Fonte: G1

ANUNCIE
ANUNCIOU VENDEU 2

Comentários

ANUNCIE